16 abril, 2014 - Por Ana Carolina Lembo e José Luiz Soares
Feijoada do Bar da Dona Onça

Feijoada do Bar da Dona Onça

São Paulo ganhou uma super novidade neste é mês, a Feijoada do Bar da dona onça agora também é servida as quartas feiras!! A feijoada da Chef Janaina Rueda já é muito famosa, então nada mais justo do que servi-la mais uma vez durante a semana não é mesmo?

Antes de começar, peça a maravilhosa caipirinha da casa, e uma porção de torresmo com caldinho de feijão!

Bar da Dona Onça-2

Agora vamos contar um pouco desta tradicional feijoada, para quem ainda não conhece, esta é daquelas feijoadas que tem direito a tudo, orelha, língua, pé, paio, costela, linguiça e outras coisas mais, confesso que não sou muito fã de orelha, língua etc… mas estas carnes dão um gosto muito especial à feijoada, e se você não gostar disso, basta “pescar” as carnes que mais gosta! Para acompanhar a feijoada é servido arroz, salada de couve, um tartar maravilhoso de banana, pimenta biquinho, costela, abóbora, maxixe, farofa, limão galego, e laranja, ou seja não tem como ficar melhor!!

Bar da Dona Onça
Bar da Dona Onça-5

Para a sobremesa escolha o Trio elétrico onde é servido, brigadeiro, um pudim de leite dos deuses e quindim. A Janaina disse que como ela recebe muitos gringos no restaurante ela criou esta sobremesa especialmente para eles! Mesmo eu não sendo gringa, adorei a pedida!

Bar da Dona Onça-7

Bar da Dona Onça-6

O Sabor da feijoada do Bar da dona onça é maravilhoso e se prepare pois é bastante comida! Fora isso o preço é muito amigável a porção para uma pessoa sai (R$51) ou duas (R$96).  Não se esqueça que a feijoada é servida toda quarta e Sábado das 12h às 15h.

Bar da Dona Onça-3

Além da feijoada, vale a pena ir no Bar da Dona onça primeiro pela localização, pois o bar fica no centro da cidade em baixo do Edifício Copan, e segundo porque o menu é maravilhoso, o qual resgata a rica gastronomia do interior e utiliza ingredientes de todos os cantos do estado que ao se misturar resultam em uma grande variedade de petiscos e pratos.

Bar da dona onça: 

São Paulo – SP

Endereço: Avenida Ipiranga, 200 lojas 27/29

Tel.: (11) 3257-2016

3

15 abril, 2014 - Por Ana Carolina Lembo e José Luiz Soares
frango com abóbora crocante

frango com abóbora crocante

A receita de hoje é excelente para variar o prato do dia a dia, minha cozinheira preparou um maravilhoso frango com diversas ervas e para acompanhar a abóbora mais deliciosa que já comi em casa. Essas abóboras ficam super crocantes por fora e macias por dentro, a vontade é devorar tudo!! Espero que vocês gostem e façam em casa.

[Receita]

Frango com abóbora Crocante

(Do Pão ao Caviar)

Abóbora crocante:

  • 1/2 abóbora cabochat
  • 2 gemas
  • 1 xícara de farinha de trigo
  • 1 xícara de leite
  • 1 pitada de sal
  • 2 colheres de sopa de queijo ralado
  • Tomilho
  • 1 pão de forma/sem glúten ou francês torrado e triturado.

Modo de preparo:

  1. Corte as abóboras em pedaços de 2 cm de largura e 5 cm de comprimento.
  2. Faça uma massa com as gemas e a farinha, o leite, o sal, queijo ralado, o tomilho, a salsinha picada.
  3. Passe as abóboras neste mistura, e depois passe no pão.
  4. Unte uma forma com manteiga, coloque as abóboras e leve para assar (180C), quando dourar de um lado vire-as e deixe dourar do outro lado.

Ingredientes para o filé de frango:

  • 2 filés de frango
  • 5 dentes de alho
  • Sal e pimenta
  • 1 colher de sopa de colorau
  • Azeite
  • 2 colheres de sopa de manteiga
  • 2 colheres de sopa de shoyo
  • 2 colheres de sopa de aceto baslâmico
  • Tomilho, alecrim, manjericão, salsinha ( a gosto)

Modo de preparo:

  1. Tempere o filé de frango com alho, sal, pimenta e um pouco de coloral.
  2. Unte uma frigideira com azeite e grelhe os frangos, retire-os e reserve.
  3. Na mesma frigideira, coloque 2 colheres de manteiga, o alho e deixe dourar, em seguida acrescente o shoyo, aceto balsâmico, acrescente as ervas e por último volte o frango para a frigideira.
  4. Deixe o molho ferver um pouco, e sirva em seguida com a abóbora.

[/receita]

foto-34

1

14 abril, 2014 - Por Ana Carolina Lembo e José Luiz Soares

 

Finca Narbona

Como prometido no post sobre o Four Seasons Carmelo, hoje vamos falar de um dos passeios mais gostosos para se fazer na cidade: visitar a Finca Narbona, que fica a apenas 15 km do hotel.

Finca Narbona-4

A Finca Narbona é uma vínicula lindíssima que, além de produzir vinhos, produz queijos, doce de leite, cachaça, azeite, geleias e muito mais. Tudo possui alta qualidade e passa por um rígido processo de fabricação.

Finca Narbona-10
Finca Narbona-13

Finca Narbona-2

A Finca Narbona foi fundada em 1909, entretanto, ela passou anos abandonada, só voltando a funcionar em 1970. A primeira venda de vinhos foi feita somente em 2010, ou seja, os vinhos são muito novos, mas o espaço é super antigo, bem conservado, cheio de detalhes, objetos de época e muito verde. Devido a todas essas qualidades, a Finca Narbona ganhou o selo de qualidade da Relais & Chateaux e hoje possui apenas cinco quartos super exclusivos para receber os hóspedes mais exigentes!

foto 1

Finca Narbona-5
Finca Narbona-3

Os quartos da Finca Narbona são todos diferentes e muito charmosos, decorados objetos originais e com uma vista “de capotar”, rsss… É o lugar perfeito para quem estiver em busca de privacidade e de total exclusividade.  Já quem estiver hospedado no Four Seasons (como nós fizemos) poderá fazer um tour pela vinícula, fazer uma bela degustação de vinhos, e finalizar com um maravilhoso almoço ou jantar no restaurante da Finca.

Finca Narbona-6
Finca Narbona-7

Degustação de vinhos:

Finca Narbona-11

Durante o nosso tour aprendemos todo o processo de produção de vinho, conhecemos os tonéis onde eles são produzidos e, por fim, fizemos a degustação. O local onde ela é realizada é lindo: há duas paredes totalmente preenchidas por garrafas, o ambiente é todo em madeira e cheio de fotografias antigas.
Finca Narbona-9

Começamos a nossa degustação com um Tannat Rose, um vinho com leve aroma de baunilha, um pouco mais ácido e mais encorpado. Depois, passamos para o Pinot Noir, que fica oito meses em um barril de carvalho francês; o aroma é de frutas vermelhas e com uma acidez marcada. Por fim, terminamos a degustação com o Tannat, que possuía aroma de chocolate amargo e sabor de uvas passas; um vinho para ser degustado com carnes fortes. Para acompanhar a degustação, provamos diversos queijos produzidos na casa.

Finca Narbona-12

Restaurante Finca Narbona:

Por fim, terminamos o nosso tour no maravilhoso restaurante da Finca Narbona. Antes do almoço tivemos a oportunidade de conversar com o chef que é apaixonado pelo Brasil e pela nossa cultura. Ele nos contou que busca preparar uma comida local, utilizando ingredientes de primeira qualidade, muitos deles colhidos da própria horta do hotel. No dia de nossa visita, nós o deixamos livre para preparar o que estivesse melhor. Com isso, ele foi super criativo e fez um almoço simplesmente inesquecível! Por “inesquecível”, não entenda comidas ultraelaboradas, mas sim pratos simples com ingredientes de primeira qualidade e com uma execução perfeita!

foto 3

Começamos o nosso almoço com belos camarões grelhados com molho de gengibre e laranja, acompanhados de berinjelas vermelhas e brancas ao creme de manga e de pistache. Uauu, espetacular!

foto 4

Nosso prato principal foi um típico Ojo de bife acompanhado de batatas assadas, tomate e cebola queimados e finalizados com uma redução de limão. A carne estava super saborosa e rosada; os acompanhamentos, apesar de simples, estavam muito bem preparados!

Finca Narbona-14

Para finalizar, experimentamos o  Petit Gateau preparado com o doce de leite produzido na Finca. O doce de leite deles é completamente diferente do argentino: o gosto é mais intenso e a cor mais suave. Mas, ainda assim, preferimos o doce de leite argentino ou brasileiro…

Finca Narbona-15

Quem for a Carmelo tem que conhecer a Finca Narbona, fazer a degustação de vinhos e almoçar ou jantar no restaurante. Temos certeza de que você amará fazer esse programa!

foto 2

7

10 abril, 2014 - Por Ana Carolina Lembo e José Luiz Soares
foto bacalhau-2

folhado de bacalhau

pascoa-5-2

Como a páscoa está chegando a mãe do Zé preparou uma mesa maravilhosa para esta Páscoa!! Para a decoração ela usou vários objetos que ela já tinha, e outras ela mesmo fez, como os porta guardanapos de coelhos, que ela comprou as argolas na loja de R$1,99 e os coelhos em um outro lugar e depois só montou! Para fazer os jogos americanos e guardanapos ela comprou o tecido de estampa de coelhos e mandou fazer tudo, não é um capricho? Além disso na decoração foi usado diversos ovos de páscoa e caixinhas de ovos! Apesar de ter muita informação na mesa, tudo ficou muito harmônico e fácil de reproduzir em casa, basta usar a criatividade e se divertir!! Para servir na Páscoa nós fizemos um maravilhoso folhado de bacalhau, este folhada tem um recheio super cremoso e muito saboroso!! Vale a pena fazer em casa no dia da Páscoa, pois esta receita é prática e ótima para ser feita no dia anterior, e na hora é só assar!

Imprimir Receita

Folhado de bacalhau

(Do Pão ao Caviar) 

Ingredientes:

  • 1 pacote de massa folhada
  • 800 gr de bacalhau dessalgado ( só para facilitar)
  • 3 dentes de alho
  • 3 colheres de sopa de manteiga
  • 15 ml de azeite
  • 2 cebolas cortadas em cubos
  • 2 talos de alho poró cortados em rodela (somente a parte branca)
  • Azeitonas pretas sem caroço (quantidade necessária)
  • Cebolinha e salsinha picadas
  • 2 colheres de sopa de catupiry.
  • 3 gemas (para passar na massa folhada)

 

Para o molho branco:

  • 2 colheres de sopa de manteiga
  • 1 colher de sopa de cebola
  • 2 colheres de sopa de farinha
  • 2 xícaras de leite
  • sal e noz-moscada a gosto.

 

Modo de Preparo:

  1. Ferva o bacalhau na água com 1 dente de alho por 15 min. Depois deste tempo, retire o bacalhau da panela, desfie e tire as espinhas.
  2. Aqueça uma frigideira coloque uma colher de sopa de manteiga e 1 colher de sopa de alho e deixe-o “suar” até ficar transparente, acrescente o alho poró e deixe fritar até ficar macio. Retire o alho poró da frigideira e reserve.
  3. Na mesma frigideira coloque duas colheres de sopa de manteiga e o azeite, refogue a cebola e o alho, e em seguida acrescente o bacalhau, refogue ligeiramente e acrescente a azeitona, o alho-poró, uma pitada de sal e as ervas picadas.
  4. Em uma panela coloque 2 colheres de manteiga e frite a cebola, junte a farinha e cozinhe por 2 min, em seguida acrescente o leite e mexa vigorosamente com a ajuda de um batedor de arame, para não empelotar, acerte o sal e coloque um pouco de noz-moscada.
  5. Misture este molho branco com o bacalhau e por último acrescente o catupiry. Deixe o recheio esfriar por completo.
  6. Quando o recheio já estiver frio, abra a massa folhada, e estique ela com um rolo para que fique fina. Coloque o recheio no centro e feche a massa folhada. Pincele ela por inteiro com gema, e coloque-a em uma assadeira untada com manteiga. Leve ao forno pré aquecido a 200ºc até dourar e a massa ficar crocante!

  

folhado de bacalhau inteiro

pascoa-15

 

pascoa-19-2

9

7 abril, 2014 - Por Ana Carolina Lembo e José Luiz Soares

Four Seasons Carmelo narbona

O Four Seasons Carmelo é um pedaço do paraíso na Terra. Muitas vezes procuramos um lugar onde não queremos pensar em nada, deixar todas as nossas preocupações de lado, nos livrar do stress do dia a dia, nos desconectar, nos apaixonar e relaxar, não é mesmo? Pois bem, este é o resort perfeito para você!

Leia Mais…

8

    3 abril, 2014 - Por Ana Carolina Lembo e José Luiz Soares
    Pizzaria Veridiana

    Pizzaria Veridiana

    O bairro de Perdizes acaba de receber uma nova unidade da Pizzaria Veridiana. Localizada em um casarão de esquina na rua Turiassu, 98, que foi totalmente restaurado para receber a novidade, a terceira casa tem tudo para fazer sucesso. Fornos, adega, balcão de bar e piano estão distribuídos entre os diversos ambientes em uma área ampla, com térreo, subsolo e mezanino. Decoração rústica e bonito paisagismo, assinado por Célia Alves – uma das pioneiras em jardim vertical -, também aparecem na nova unidade, marcas registradas da Veridiana. No cardápio, as massas e recheios tipicamente napolitanos se manterão no mesmo padrão de qualidade das duas outras casas.

    Leia Mais…

    0

    2 abril, 2014 - Por Ana Carolina Lembo e José Luiz Soares
    Suflê de queijo acompanhado de goiabada

    Suflê de queijo acompanhado de goiabada

    A receita hoje é bem simples e deliciosa, a mãe do Zé preparou um beloSuflê de queijo acompanhado de goiabada que ficou excepcional!! Aposto que todos vocês vão adorar e aderir ao cardápio de suas casas!

    Imprimir Receita

    Suflê de queijo acompanhado de goiabada

    { Do Pão ao Caviar)

    Ingredientes: 

    • 1 1/2 xícara (chá) de queijo gruyère ralado fino
    • 5 claras
    • 3 gemas
    • 1 colher de sopa de manteiga
    • 1 colher de sopa de farinha de trigo
    • 1/2 xícara de chá de leite
    • noz-moscada a gosto
    • uma pitada de sal
    • Goiabada em pasta ou cascão!

    Modo de Preparo: 

    1. Preaqueça o forno a 200ºC.
    2. Unte com manteiga um ramequim de cerca de 18 cm de diâmetro ou dois de cerca de 9cm. Forre a lateral do ramequim com 2 colheres de sopa de queijo e vá girando para forrar as laterais.
    3. Numa panelinha, aqueça em fogo médio a manteiga, quando derreter junte a farinha e cozinhe por 2 minutos, mexendo sem parar. Retire do fogo a panela e junte o leite, para não empelotar mexa vigorosamente com um batedor de arame. Volte a panela ao fogo e mexa por mais 1 minuto.
    4. Tempere o molho branco com sal e noz-moscada, em seguida junte as gemas e misture vigorosamente com o batedor. Transfira a mistura para uma tigela grande .
    5. Bata as claras em neve, mas cuidado para não deixá-la muito dura!
    6. Na tigela com o creme de gemas, misture, 1/3 das claras com o batedor de arame, em seguida com uma colher misture o restante, com movimentos de baixo para cima. Aos poucos junte o queijo ralado, assim que a mistura estiver homogênea coloque o creme no ramequim.
    7. Coloque o ramequim em uma assadeira, coloque um pouco de água fervente na assadeira, e leve para o forno para assar em banho maria de 35 a 40 minutos. Caso esteja usando dois ramequins asse por 20 minutos.
    8. Retire o suflê do forno e sirva em seguida com a goiabada!

    7

    1 abril, 2014 - Por Ana Carolina Lembo e José Luiz Soares
    Tasca da Esquina

    Tasca da Esquina

    Portugal está a muitos e muitos quilômetros de São Paulo, e muitas vezes nos bate umas saudades de uma comidinha boa dessa terra não é mesmo? O lugar perfeito para matar nossa saudade é sem dúvida o Tasca da Esquina, este restaurante português traz a São Paulo uma parte da gastronomia dos nossos colonizadores da melhor forma possível e com comidas deliciosas!

    O Tasca da Esquina de São Paulo é uma filial do restaurante em Lisboa, grande parte dos funcionários são portugueses, o que faz parecer que estamos por lá! O ambiente é delicioso para o almoço pois o restaurante é super claro, e com luz natural, o que na nossa opinião da um astral muito bom ao lugar! A cozinha do restaurante é aberta para que todos possam ver e conversar com os cozinheiros, como foi o nosso caso! Além disso, há uma horta linda que ocupa toda parede lateral do Tasca da Esquina, que  além do visual também da um aroma incrível para o ambiente!

    Leia Mais…

    3

    31 março, 2014 - Por Ana Carolina Lembo e José Luiz Soares

    buenos_aires-12

    Buenos Aires é uma das cidades mais queridas pelos brasileiros, isso acontece por diversos motivos. O primeiro deles é a distância, Buenos Aires está a pouco mais de 3 horas de São Paulo, além disso a cidade oferece uma gama de restaurantes incríveis, ótimos vinhos, preços super convidativos, tango, ótimas compras e um charme que só ela tem! Os motivos para ir a esta cidade são incríveis não é mesmo? Na nossa opinião vale muito a pena ir a Buenos Aires nem que seja para descansar um final de semana, ou para fazer uma parada antes de esquiar, ir para a Patagônia, Mendonça e tantos outros lugares que a Argentina oferece!

    Leia Mais…

    7

    31 março, 2014 - Por Ana Carolina Lembo e José Luiz Soares

     

    Kafta de cordeiro

    Kafta de Cordeiro

    Nós somos apaixonados pela culinária árabe e uma coisa que eles comem muito é o Kafta de Cordeiro! No final de semana nós queríamos preparar uma receita gourmet, mas ao mesmo tempo fácil, algo que não tivéssemos que passar horas na cozinha. Por isso fizemos esta maravilhosa receita, que leva várias especiarias e é acompanhado de um delicioso risoto de hortelã, que é um dos principais ingredientes para acompanhar o cordeiro! Para ver a receita do risoto de hortelã, basta clicar neste link : http://www.dopaoaocaviar.com.br/risoto-de-hortela/

    Leia Mais…

    4

    29 março, 2014 - Por Ana Carolina Lembo e José Luiz Soares

    panaroma                                          Monte Verde, foto panorama feita de cima da pedra redonda.

    Realizei a minha primeira visita a Monte Verde em janeiro deste ano, a convite da Associação de Hotéis e Pousadas de Monte Verde (AHPMV). Como a Ana estava na Itália, viajei com o meu grande amigo Eric.

    _MG_9093

    Monte Verde foi fundada em 1950 por um letão que se chamava Verner Grinberg, daí o nome da cidade: em alemão “grin” significa verde e “berg”, monte. Ela é um distrito da cidade mineira de Camanducaia, cercada pelas montanhas da Serra da Mantiqueira. Fica a mais de 1.500 m de altitude e está a 167 km de São Paulo.
    O trecho que liga Camanducaia a Monte Verde tem pouco mais de 30 km. Não tenha pressa nesse pequeno trecho, pois a estrada é bem perigosa, seja pela falta de muretas nas curvas ou seja pelas pessoas que não respeitam a sinalização.

    O clima frio da cidade combina romantismo e aventura (preservação ecológica e esportes radicais). Você será muito bem recebido em todos lugares, pois o povo mineiro é famoso pelo acolhimento. Bastante procurada por turistas (principalmente no inverno, quando as temperaturas ficam em torno de 5°C), Monte Verde conta com excelente infraestrutura hoteleira, restaurantes que servem desde a mais tradicional cozinha mineira até pratos da culinária contemporânea e típicos do inverno. Mas eu adorei a minha visita no verão: a cidade não está muito cheia, os dias são mais “longos”, a temperatura fica amena e dá para aproveitar melhor os esportes de aventura!

    _MG_9403                                             Foto de um beija-flor que o Eric tirou.

    Chegamos às 11 da noite e já podíamos sentir o cheiro da natureza, além da deliciosa queda na temperatura para 13°C. Vale dizer que quando saímos de São Paulo a temperatura estava quase insuportável, 35°C. Agora vocês já sabem para onde fugir do calor “infernal” que estamos tendo neste verão! Nossa primeira parada foi em um bar, Empório Monte Verde, com música ao vivo e uma vasta carta de cerveja.

    _MG_9156                                                             Empório Monte Verde
    _MG_9171
    _MG_9162
    Tivemos até companhia de uma cachorro que estava louco por um gole, repare no olhar compenetrado para cerveja!

    _MG_9182

    A cidade é muito bonita e charmosa, com uma grande opção de restaurantes. Até me lembrou Campos do Jordão, mas sem todo aquele agito. Logo depois, seguimos para a pousada em que nos hospedamos, a Bucaneve. A pousada é bem localizada, muito linda e cuidada, os quartos estão sempre limpos. Os funcionários são super atenciosos e fazem de tudo para atender bem. O café da manhã é muito bom, servido em um local onde é possível desfrutar uma bela vista de toda a pousada. Dá para notar nos pequenos detalhes o capricho de todo o crew. Como estava bem frio, acendemos a lareira para aquecer um pouco o quarto. Saiba mais sobre a aconchegante Pousada Bucaneve.

    _MG_9099                                                           Nosso chalé na pousada Bucaneve
    _MG_9138                                                  Lareira acesa para dormir bem.
    foto 17                                                      Nosso Café da manhã
    foto 7                                                Veja como a Pousada Bucaneve era linda.
    foto 6                                                 Vista do nosso chalé

    Outras acomodações que recomendo são:

    Hotel Cabeça de Boi: É a primeira opção se você estiver viajando com sua família, eles tem várias atrações para adolescentes  e crianças se ocuparem o dia todo. Confira em  http://www.hcboi.com.br

    Mirante da Colyna: É uma pousada spa que faz parte do Roteiro de Charme, além do hotel ser lindo, os chalés contam com uma vista estonteante. Saiba mais.

    No dia seguinte, fizemos um passeio para a Pedra Redonda, uma das várias pedras que podem ser visitadas em Monte Verde. Para se chegar ao cume (a pedra está localizada a 1.990 metros do nível do mar) é preciso percorrer uma trilha em meio à floresta. Apesar da subida ser fácil e rápida, ela é bem acentuada, exigindo um bom preparo físico dos aventureiros. O esforço vale a pena: quando você chegar no topo será presenteado com uma vista espetacular! Todas as fotos são nossas.

    _MG_9195                                                Esta é a pedra vista do inicio da caminhada.
    _MG_9202
    _MG_9288
    blater
    _MG_9291          Eu não tive a mesma coragem que o Eric teve, era muito aflitivo chegar na ponta desta pedra.
    _MG_9314-2                   Para quem adora fotografia este é um belo lugar para fotografar um fim de tarde.

    Depois, fomos patinar no gelo no final da tarde. A pista, que antes era particular, agora está aberta para quem sabe patinar ou para quem deseja aprender com os instrutores. Quem não quiser se aventurar nos patins pode ir apenas para dar risadas e tirar fotos dos tombos dos amigos…

    foto 2

    Jantamos na cervejaria Chopp do Fritz que fabrica deliciosas cervejas artesanais. Primeiramente, visitamos a fábrica e aprendemos um pouco sobre o processo – que é muito interessante para quem gosta de cerveja – e degustamos um chopp fresco e na temperatura ideal, que acabara de ser feito. O chopp deles é incrível! Acho que por nunca ter saído da temperatura ideal ele tem outro sabor, mais encorpado e consistente. Vale muito a pena prová-lo! O restaurante fica dentro da fábrica e é de especialidade alemã.

    _MG_9649
    _MG_9644
    _MG_9624                                                Chopp fresco, saindo direto da fonte.
    _MG_9619

    De entrada, pedimos pasteizinhos de joelho de porco. Muito crocantes e com recheio cremoso. E como prato principal, pedimos um prato que serve umas três pessoas, com vários cortes de porco, como joelho, salchichas diversas, bisteca e chucrute. Estava tudo uma delícia, muito bem temperado e no ponto certo.

    _MG_9652

    Na manhã seguinte fomos para Fazenda Radical. Lá eles têm duas mega tirolesas, sendo uma de 450 metros e outra de 475 metros, totalizando 925 metros a mais de 70 metros de altura. Vou confessar que tenho um pouco de medo de altura, porém, conversando com os instrutores, descobri que além dos equipamentos seguirem todas normas da ABNT, os cabos aguentam até 2.500 quilos. E como eu não estou tão gordinho assim… Rsrsrsrsrs… No final das contas, a aventura é muito tranquila e a vista é incrível! Você passa sobre um vale repleto de eucaliptos e atinge uma velocidade bem rápida.

    _MG_9696                                           Esta é a vista da primeira descida
    _MG_9699
    _MG_9733                                          Esta foto foi tirada durante a primeira descida
    _MG_9806                                        Esta foi tirada durante a segunda descida.
    _MG_9814                                           Nesta foto da para ter uma idéia da altura.
    _MG_9824                                              Chegando ao final da segunda descida.
    foto 3

    Depois da tirolesa fizemos o passeio de quadriciclo. Se você gosta de emoção, reúna uma turma que já saiba dirigir bem, pois senão você vai ter que ficar andando muito devagar para esperar pelo grupo. Eu acho mais legal ainda se tiver chovido bastante um dia antes para ter várias poças, assim seu passeio vai ser bem radical. Passamos por vários belos lugares dentro da Fazenda Radical.

    foto 5
    foto 4
    _MG_9870

    _MG_9911

    Alguns outros passeios que você pode fazer em Monte Verde são: trilhas para os picos, arborismo, passeios de jipe, bicicleta, moto e rafting.

    Após nossa aventura no quadriciclo fomos comer em um delicioso restaurante chamado Villa Donna, localizado dentro de um galeria. Este restaurante realmente me surpreendeu. A comida estava uma delícia, a chef é muito atenciosa e ela tenta usar o máximo possível de produtos orgânicos.
    foto 12
    foto 13

    Nossa viagem estava chegando ao fim e eu ainda queria comprar uma geleia que é muito famosa em Monte Verde. O nome da loja é Edelweiss e as geleias são feitas pela proprietária do estabelecimento que aperfeiçoou sua receita na Áustria, onde passou bons anos. As geleias são incríveis, uma melhor do que a outra! Você fica totalmente perdido com a variedade de sabores oferecida, ainda bem que é permitido prová-las antes de decidir por uma (ou várias…). As que eu mais gostei foram a de pimenta e a de maçã com gengibre, simplesmente fantásticas!!

    foto 1

    Apesar da viagem ter durado apenas um final de semana, nós aproveitamos muito. Pretendo voltar logo, pois a Ana está louca para conhecer Monte Verde!

    Agradecimentos:

    • AHPMV – Associação de hotéis e pousadas de Monte Verde, dê preferencia a estabelecimento que tem o selo da AHPMV. Tel: (35)  3438-1839 / [email protected]
    • Companhia de passeios de Jeep 4×4 – Fizemos todos os passeios com eles.
    • Rosa Arrais Comunicação –  Gabriel e Rosa nos acompanharam na viagem e foram muito bacanas e atenciosos.

    8

    28 março, 2014 - Por Ana Carolina Lembo e José Luiz Soares

    arroz carreteiro com banana caramelizada

    A receita de hoje é em parceria com um site incrível de cerveja a Club Beer! Nós fizemos uma receita de Arroz carreteiro com banana caramelizada servida com ovo que ficou divina, e a Club Beer harmonizou o nosso prato muito bem com a nova cerveja  que pode ser adquirida no site deles, http://www.clubeer.com.br .

    Imprimir Receita

    Arroz Carreteiro

    (Do Pão ao Caviar)

    Ingredientes para 4 pessoas:

    • 2 xícaras de Arroz parboilizado
    • 500 gr de Carne seca (comprei uma que vem a vácuo já dessalgada e cozida)
    • 1 Linguiça calabresa ( cortada em rodelas finas)
    • 1 Paio ( cortado em rodela fina)
    • 2 Cebolas cortadas em cubinhos
    • 6 dentes de alho picados
    • 1 lata de tomate pelado ( amassar os tomates)
    • 150 ml de suco de laranja (natural)
    • Cheiro verde (salsinha e cebolinha)
    • 6 Ovos
    • Azeite de oliva
    • Folha de louro
    • 4 xícaras de água quente.

    Para a Banana:

    • 3 bananas cortadas em rodela
    • 1 xícara de açúcar.
    • 50 ml de água

    Modo de Preparo:

    Banana:

    1. Coloque o açúcar em uma panela e deixe ele derreter até virar um caramelo não muito escuro.

    2. Acrescente as bananas e a água e deixe-as caramelizarem. Desligue o fogo e reserve.

    Arroz:

    1. Aqueça uma panela e regue com azeite quando estiver bem quente, coloque a carne pra fritar, quando começar a dourar, acrescente o suco de laranja(deixe secar o suco, a função do suco é dar cor e tirar o gosto forte da carne ),coloque a linguiça e o paio. Frite bem
    2. Coloque a cebola, frite até começar a ficar transparente(misturando com as carnes), acrescente o alho.
    3. Depois de tudo frito e refogado, coloque o arroz e de uma leve fritada. Acrescente uma xícara de água quente e um pouco do tomate e louro a gosto. Mexa de vez em quando, e conforme for secando acrescente a água e o tomate até chegar no ponto ideal de arroz.
    4. Depois que acrescentar a última xícara de água e o arroz estiver faltando mais ou menos 10 minutos para ficar pronto, pegue a concha, pressione o arroz, e faça ninhos para colocar os ovos. Acrescente os ovos e coloque uma pitada de sal nos mesmos, tampe a panela e deixe cozinhar em fogo baixo por 10 minutos.
    5. Pique bem o cheiro verde e espalhe por cima para decorar.
    6. Sirva o arroz carreteiro com as bananas carameladas a parte.

    10

    27 março, 2014 - Por Ana Carolina Lembo e José Luiz Soares

    Foto - Margarethe Abussamra (1)

    Foto – Margarethe Abussamra

    Em São Paulo já existem milhões de sorveterias, mas algumas merecem destaque, e quando encontramos uma onde o sorvete e feito de forma artesanal, e principalmente com paixão é ai que nos derretemos por este simples doce que é o sorvete!

    Semana passada eu conheci a Delícia Delizia, um lugar mais conhecido como, “laboratório artesanal de ideias e sabores”, esta maravilhosa sorveteria possui uma linda história de amor por trás, o casal Giovanni Maria Pedone, Italiano e Cristina, Brasileira, se conheceram por acaso em Milão e se apaixonaram a primeira vista, o namoro de “ponte aérea”durou 3 anos, e depois deste longo período foi Giovanni resolveu  largar tudo na Itália para vir morar no Brasil e se casar!

    Leia Mais…

    13

    27 março, 2014 - Por Ana Carolina Lembo e José Luiz Soares
    batata rosti

    Há algum tempo atrás eu coloquei a receita de uma maravilhosa batata rosti feita com ovo frito e trufas negras, esta receita que eu passei era uma excelente opção de prato único, mas a receita que eu fiz no almoço em casa no domingo é uma ótima opção de acompanhamento. Esta batata rosti combina muito bem com carnes vermelhas, e para fazê-la podemos usar a imaginação. Usamos a batata como base e depois podemos acrescentar, cenoura, alho poro, cebola, etc… No dia do almoço eu fiz a Batata Rosti de uma maneira bem simples, pois a Paleta de cordeiro já tinha um gosto bem intenso, ou seja, o acompanhamento teria que ser algo simples para não “ofuscar” o seu brilho.

    Veja algumas opções de carnes vermelhas:

    Batata Rosti 
    ( Do Pão ao Caviar)


    Ingredientes:

    • 5 batatas Asterix
    • 3 batatas doce ( é importante usar praticamente a metade da quantidade de batata doce)
    • Salsinha e cebolinha a gosto
    • Sal e pimenta do reino
    • manteiga

    Modo de Preparo:

    1. Cozinhe as batatas com casca até elas ficarem firme por fora e macias por dentro

    2. Descasque as batatas e rale no ralo grosso.

    batata ralada ana lembo
    3.   Acrescente a salsinha,cebolinha sal e pimenta e misture com as mãos.
    IMG_9117
    No dia eu fiz as batatas em porções grandes, mas vocês podem fazer do tamanho que quiserem.
    4.   Unte uma frigideira com manteiga e coloque as batatas.
    5.   De o formato redondo com a ajuda de um espátula.
    6.   Quando a batata já estiver desgrudando do fundo e dourada, vire-a com a ajuda de um prato, não esqueça de untar a forma novamente.
    7.   Retire a batata rosti da frigideira, passe um pouco de manteiga por cima e sirva.
    batata rosti

     Bon Appétit!!

     
    PS: Se você gostou da receita clique no botão LOVE, ou comente nós vamos adorar!!

    156

    26 março, 2014 - Por Ana Carolina Lembo e José Luiz Soares

    foto-31

    O Oviedo é o restaurante mais tradicional de Buenos Aires quando o assunto é peixe!  Os pescados servidos no restaurante estão sempre super frescos, pois o restaurante recebe mercadoria duas vezes ao dia, além disso toda matéria prima servida é de altíssima qualidade e fresca, o que garante um prato muito mais saboroso! O que achamos incrível é que tudo que sai da cozinha parece verdadeira obra de arte, isto porque o chef Martin Rebaudino estudou belas artes para deixar seus pratos mais bonitos e também chegou a trabalhar no El Bulli.

    Leia Mais…

    5

    25 março, 2014 - Por Ana Carolina Lembo e José Luiz Soares

       O La Bourgogne, disputa o posto de melhor restaurante de Buenos Aires com o também tradicional Tomo 1, mas a vantagem deste restaurante, que tem como chefe o Le Grand Chef Relaix & Chef Jean Paul Bondoux, é que ele fica dentro do belíssimo Hotel Alvear, o mais tradicional da cidade! Jantar no La Bourgogne é ter a certeza que você terá uma noite memorável e completa em todos os sentidos, ambiente, atendimento, vinho e comida!!

    La Bourgogne Alvear Palace

    La Bourgogne Alvear Palace

    Leia Mais…

    5

    19 março, 2014 - Por Ana Carolina Lembo e José Luiz Soares
    Rojo tango faena

    Rojo Tango

    O Faena é um dos hotéis mais modernos e descolados de Buenos Aires, ele fica no incrível bairro de Puerto Madero, o qual possui o metro quadrado mais caro da cidade, e é o bairro mais novo da cidade, com ótimos restaurantes e lojas! o Faena fica dentro de um prédio lindíssimo, e sua decoração foi feito pelo Philipe Starck, que é conhecido por suas decorações muito criativas, modernas, e luxuosas!

    O Faena possui dois restaurantes, o El Mercado e El Bistro! Além disso há um belo bar e uma biblioteca, para que os hóspedes possam relaxar tranquilamente!

    O El Bistro é um dos cenários mais espetaculares da Argentina . Desenhado por Philippe Starck , com uma decoração branca e design ultramoderno são o diferencial , a comida é uma mistura de influências européias e sul-americanas !

    EL BISTRO FAENA

    El Bistro

    Seja um café da manhã, um almoço saudável, ou um local tranquilo para ler ou conversar com amigos, o Library Lounge oferece o cenário perfeito. Sofás de veludo estofados, tapetes orientais e candelabros de cristal suntuosos criam um espaço que é ao mesmo tempo elegante e intimista.

    the library FAENA

    Biblioteca

    No dia em que fomos ao Faena nós jantamos no El Mercado e depois fomos assistir o Rojo Tango! No site mostra que é possível comprar o show com o jantar, mas nós recomendamos jantar em um dos dois restaurantes do hotel e depois seguir para o Tango, pois o cardápio do show é bem restrito!

    Vamos combinar que ir a Buenos Aires e não assistir pelo menos um show de Tango não pode, não é mesmo? Pois bem, o show do Rojo Tango no Faena foi maravilhoso e super emocionante! O Show é feito em uma salão com mesas para que as pessoas possam tomar um belo vinho ou jantar, um bar, e o palco, o local é super intimista e parece que estamos assistindo na sala da nossa casa!

    O Show dura em torno de 1h30min e são vários atos e performances para deixar todos muito animados, e impressionados com a quantidade de pernas que sobem e descem com uma facilidade invejável! Nós recomendamos muito este programa, como as fotos não iriam mostrar a beleza do show, nós fizemos um vídeo para mostrar o Rojo Tango para vocês!! Inscreva-se no nosso canal do youtube! 

    Imagem de Amostra do You Tube

    13

    18 março, 2014 - Por Ana Carolina Lembo e José Luiz Soares
    El Mercado

    El Mercado

    O restaurante El Mercado fica dentro do hotel Faena em Buenos Aires, e com certeza é uma parada obrigatória para quem for assistir ao show de tango, o Rojo Tango em seguida. A decoração do restaurante é muito doida, são vários objetos espalhados por todo o restaurante, os quais misturam taças,  xícaras, vasos, quadros todos muito diferentes um do outro, mas que quando colocados no mesmo ambiente ficam muito harmônicos! As paredes do El Mercado são todas em tijolos mais escuros e as cadeiras remetem ao século passado, com muito uso de dourado e vermelho. Assim como os demais ambientes do Faena, a decoração é mais escura e com muitos objetos garimpados.

    El Mercado dentro do hotel Faena

    Já a comida do El Mercado é a típica parrilla argentina, a cozinha é aberta para que os visitantes possam observar como são feitas as carnes, o qual utiliza o método mais tradicional da região! O restaurante preza pela qualidade dos ingredientes, e seleciona as carnes mais nobres da Argentina o que garante uma refeição muito saborosa, com carnes macias, e muito suculentas!

    Entrada:

    croqueta de mollejas

    Se tem uma coisa que adoramos experimentar em Buenos Aires foi Mollejas, nós comemos primeiro no Nuestro Secreto e depois no El Mercado experimentamos os bolinhos de molejjas feitos com cebola e servido com alio e olio de limão!! Adoramos a combinação dos ingredientes e a crocância do bolinho!! Se você não tem coragem de provar mollejas, esta é uma boa maneira de começar!! ($12,00)

    El Mercado provoleta

    Outra coisa viciante em Buenos Aires é a provoleta al chimichuri, e essa estava incrível!! Ela vinha em uma panela super quente de barro, ou seja não esfriava nunca, e era servida com uma deliciosa berinjela assada. A provoleta acompanha muito bem as carnes, então vale a pena pedir sempre! ($13,00)

    Prato Principal:

    El Mercado

    Como nós somos praticamente ratos, amamos queijo em tudo, e por isso pedimos esta deliciosa batata recheada com bacon, queijo e cebolinha!!($10,00)

    El Mercado Entraña

    Ficamos impressionados como eles comem em Buenos Aires, os pratos de carne são enormes, então cuidado! Minha carne preferida em BA virou a entraña, esta carne é muito saborosa, por ser uma carne com mais gordura, o seu sabor é único, e a carne fica muito suculenta por dentro!! ($22,00 – 300 gr)

    foto 2-43

    Já o Zé experimentou o Asadito Criollo, que é um corte servido com osso!! ( $22,00 – 350 gr)

    Sobremesa:

    foto 1-39

    De sobremesa pedimos a tradicional panqueca recheada com “O” doce de leite argentino, tem sobremesa melhor do que essa? A panqueca vem quentinha, com aquele doce de leite escorrendo, e para deixar ainda melhor uma bela bola de sorvete, dos deuses!!!

    Depois do nosso jantar nós seguimos para o Rojo Tango, esse programa é muito legal para fazer em Buenos Aires, e com certeza recomendamos para todos!

    Para mais informações acesse: http://faena.com

    8

    18 março, 2014 - Por Ana Carolina Lembo e José Luiz Soares
    receita de dadinho de tapioca

    receita de dadinho de tapioca

    Hoje nós vamos mostrar uma receita de dadinho de tapioca deliciosa!! No post passado nós falamos sobre um restaurante que adoramos, o Twelve Bistro, o lugar é delicioso para ir com os amigos, ficar tomando cerveja e comendo petiscos, nós escolhemos um dos nossos petiscos preferidos para passar a receita aqui no blog, o Dadinho de tapioca!!

    Imprimir Receita

    Receita de Dadinho de Tapioca

    (Do Pão ao Caviar)

    Ingredientes:

    • 250 gr de tapioca em flocos
    • 250 gr de queijo parmesão
    • 400 ml de leite
    • 100 ml de cerveja pilsen
    • uma boa pitada de sal

    Modo de preparo:

    1. Ferva o leite e a cerveja separados.
    2. Adicione a tapioca no leite e mexa bem o tempo todo, até incorporar;
    3. Adicione a cerveja, o queijo e o sal e cozinhe mais 2 minutos em fogo baixo
    4. Forre uma forma com plástico e despeje a tapioca na forma, deixar resfriar (umas 3 horas);
    5. Corte a tapioca em cubos e frite por imersão a 180ºC até dourar.

    Para saber mais sobre o Twelve Bistro acesse : http://www.dopaoaocaviar.com.br/twelve-bistro/

    6

    17 março, 2014 - Por Ana Carolina Lembo e José Luiz Soares

    Twelve-Bistro

     O Twelve Bistro é um restaurante delicioso que fica em Pinheiros, próximo a movimentada Rua Aspicuelta. Este delicioso bar/restaurante possui uma vasta carta com mais de 80 cervejas, diversos drinks, whiskie, e bons vinhos. Para acompanhar estas bebidas comece com os petiscos que são muito bem feitos, mas, não deixe de provar os Hambúrgueres, que por muitos já foi eleito o melhor da cidade, e que na nossa opinião realmente, os “burgers” fazem jus a fama.

    Leia Mais…

    8