O Maní dispensa comentários e elogios aqui no blog. Já fui inúmeras vezes ao restaurante e mostrei no blog para vocês. Mas o Zé ainda não conhecia o Maní então, resolvemos jantar lá para comemorar nossos 2 anos. Não sei se a data era tão especial que fazia com que tudo estivesse ótimo ou se a comida realmente estava excepcional, só sei que foi o melhor jantar que eu já tive no restaurante.


Para começar pedimos ” uns bons drinks”. O primeiro foi um Pisco Sauer que estava maravilhoso e o outro foi um Mojito de Maçã Verde, muito refrescante!! Aconselhamos a experimentar os drinks que são muito exóticos e todos divinos!!

Entrada:

A primeira entrada foi o bombom de foie gras com goiabada e capa do vinho do porto. Com certeza foi a melhor entrada!! O bombom era muito leve e se desmanchava na boca. ( R$53,00)

A segunda entrada foi uma vieira muito macia com um creme, saborosíssimo, de aspargos brancos e emulsão de maracujá. A entrada não é tão pequena, é que ela está dividida. ( R$32,00)

Prato Principal:

O Zé pediu robalo cozinhado a baixa temperatura com banana da terra e migalhas do mani. O peixe era suculento e estava no ponto, as bananas davam um ar adocicado ao prato o que se contrastava muito bem com o azedinho da espuma. ( R$61,00)

Eu pedi um Bacalhau à Braz desfiado com juliene de cebola, cubinhos de bacon ovos e batata palha. Quando li a descrição do prato achei que fosse ser mais um bacalhau comum servido nos restaurantes, mas lógico que me enganei, no Maní nada é comum. Esse foi o melhor bacalhau que já comi na minha vida, muito cremoso acompanhado de um cebola caramelada e uma batata palha por cima cortada bem fininha!! (R$43,00)

Sobremesa:

Como sobremesa optamos por um clássico Creme Brûlée, muito bem feito com uma casquinha de caramelo bem crocante, como deve ser!! ( R$19,00)

Maní:
São Paulo – SP
Rua Joaquim Antunes, 210